Arquivo da categoria: informativo

Reforma da Santo Inácio e atualização do calendário de cursos

Para atender às necessidades de melhoria, a Casa Santo Inácio vem passando por reformas desde janeiro desse ano.

Por esse e outros motivos, o calendário dos cursos precisou ser alterado. Seguem abaixo as novas datas:

Abril

153º Mini Laranjal – 08 de abril a 10 de abril – Seminário de Conchas

Maio

276º TLC Secretariado – 12 de maio a 15 de maio – Casa Santo Inácio

154º Mini de Avaré – 27 de maio a 29 de maio – Casa Santo Inácio

Junho

155º Mini Lençóis – 03 de junho a 05 de junho – Casa Santo Inácio

156º Mini Conchas – 10 de junho a 12 de junho – Seminário Conchas

157º Mini Botucatu – 24 de junho a 26 de junho – Casa Santo Inácio

Julho

158º Mini Bofete – 01 de julho a 03 de julho – Casa Santo Inácio

277º TLC Avaré – 07 de julho a 10 julho – Casa Santo Inácio

278º TLC Botucatu – 28 de julho a 31 julho – Casa Santo Inácio

Agosto

159º Mini de Itatinga – 05 de agosto a 07 agosto- Casa Santo Inácio

Setembro

279º TLC Laranjal – 01 de setembro a 04 setembro – Casa Santo Inácio

160º Mini Cerqueira – 09 de setembro a 11 de setembro – Casa Santo Inácio

161º Mini de Botucatu – 23 de setembro a 25 de setembro – Casa Santo Inácio

Novembro

280º TLC Lençóis – 10 de novembro a 13 de novembro – Casa Santo Inácio

162º Mini Botucatu – 18 de novembro a 20 de novembro – Casa Santo Inácio

Dezembro

281º TLC de Itatinga – 01 de dezembro a 04 de dezembro – Casa Santo Inácio

282º TLC Secretariado – 08 de dezembro a 11 de dezembro – Casa Santo Inácio

 

Mensagem de final de ano da coordenação do Mini-TLC

nascimento Jesus com Maria e José

Querido líder,
Ano novo, vida nova! Tempo de avaliar o que passou para repetir os acertos e corrigir as falhas, para perdoar e esquecer as mágoas.
É hora de recomeçar! Dois anos de coordenação se passaram, tantas coisas aconteceram e, no meio de tanta pressa, tantas coisas a fazer, parece que nunca tivemos tempo para realizar nossos sonhos e projetos, mas tudo saiu como planejado por Cristo. Como é difícil entender os desejos de Deus, mas no fundo temos a certeza que eles são os melhores para nossa vida.
Mais um ano se passou, foi tudo tão rápido! Quando olhamos para trás vemos sucessos, tristezas, alegrias, fantasias, realidades e BENÇÃOS! O peso do ano que se passou ainda está em nossos ombros, em nossas vidas e agora ficará tudo eternizado em nosso coração. Quando paro pra pensar em tudo que vivemos juntos, Deus me dá a certeza de que tudo valeu a pena, e logo bate aquele sentimento: “Não dá mais pra voltar, o barco está em alto mar!”
É tempo de parar, decretar alguns dias de paz, férias, descanso… Vamos aceitar meia hora de silêncio, contemplar a beleza de Deus através da natureza… Deixar que o silêncio grite!
Diante a tudo isso só tenho agradecer a Deus por onde chegamos… Por onde o Mini TLC de Avaré chegou… E se chegamos até aqui isso é graças a você, a sua liderança e ao sim diário que deu a Cristo. Deixo aqui o meu sincero e muito obrigado, que Nossa Senhora de Guadalupe interceda sempre junto a Deus pela sua vocação.
Boas Festas, um ótimo 2015 e um Feliz e Santo Natal!
Façamos da nossa casa uma manjedoura e do nosso coração um
pedacinho do céu!
SEMPRE MAIS ALTO!
Abraço Fraterno!
Lucas Soares – Mini TLC de Avaré
Coordenação 2013 – 2014

Dia Municipal do Telecista

Amados Líderes Cristãos

Com grande alegria que comunico a todos que na Sessão Ordinária da Câmara Municipal da Estância Turística de Avaré, que ocorreu na noite de Segunda-feira (10/03/2014), foi aprovado um Projeto de Lei, de autoria do Vereador e Telecista Marcelo José Ortega, tornando o dia 12 de Dezembro (Dia de Nossa Senhora de Guadalupe), considerado anualmente o “Dia Municipal do Telecista”.

Agradeço ao Marcelo e a Todos os que tornam o TLC, algo possível

Camilo Gomes – presidente do TLC da RP2

projeto_de_lei_dia_do_telecista

PDF completo

O telecista e a política

Novamente nos encontramos em ano de eleições municipais. Ano em que devemos escolher os representantes do governo mais próximos de nós, que são o prefeito e os vereadores. Aqueles que deveriam, realmente, nos representar: as nossas vontades, as nossas opiniões e defender nossos direitos.

E, como em todo ano de eleições, volta a pergunta sobre qual a posição dos católicos, da igreja e dos movimentos e pastorais em relação à política e aos candidatos.

Nós, do TLC de Avaré, seguimos o princípio do líder cristão, que é ser realmente agente de transformação no mundo, não só como Mensageiros do Evangelho, mas também atuando em diversas áreas da sociedade, entre elas a política.

Posição aliás, não nossa, mas sim da Igreja Católica, como podemos observar em diversos documentos da Igreja:

O Concílio Vaticano II declara na “Gaudium et Spes”:
“Lembrem-se, portanto, todos os cidadãos ao mesmo tempo do direito e do dever de usar livremente seu voto para promover o bem comum. A Igreja considera digno de louvor e consideração o trabalho daqueles que se dedicam ao bem da coisa pública a serviço dos homens e assumem os trabalhos deste cargo” (GS 75).

O Catecismo da Igreja Católica (CIC) insiste:
CIC §899 – “A iniciativa dos cristãos leigos é particularmente necessária quando se trata de descobrir, de inventar meios para impregnar as realidades sociais, políticas e econômicas com as exigências da doutrina e da vida cristãs. Esta iniciativa é um elemento normal da vida da Igreja”.

CIC §2442 – “Não cabe aos pastores da Igreja intervir diretamente na construção política e na organização da vida social. Essa tarefa faz parte da vocação dos fiéis leigos, que agem por própria iniciativa com seus concidadãos. A ação social pode implicar uma pluralidade de caminhos concretos. Terá sempre em vista o bem comum e se conformará com a mensagem evangélica e com a doutrina da Igreja. Cabe aos fiéis leigos “animar as realidades temporais com um zelo cristão e comportar-se como artesãos da paz e da justiça”.

Demonstrada também em diversos posicionamentos da CNBB (Conselho Nacional dos Bispos do Brasil), como o nosso Arcebispo já colocou algumas vezes, inclusive em cursos do TLC.

Infelizmente criou-se entre nós católicos uma cultura perigosa de se afastar da política por ela ser exercida, muitas vezes, por corruptos e imorais. Ora, sabemos que há a boa política e também a politicagem; o político e o politiqueiro. Não podemos queimar a política por causa da politicagem, temos que afastá-los do poder por meio do voto. A Igreja insiste na participação dos fiéis na política.

Temos que oferecer alternativas que julguemos mais merecedoras do nosso voto, nos inspirem confiança e que nos representem. Portanto, é de se esperar e se deseja que cada vez mais leigos católicos se apresentem como candidatos, não para defender os grupos dos quais fazemos parte ou a interesses desta ou daquela pastoral/movimento, mas sim, é o que se espera, sejam pessoas que lutem e prezem pelo bem da população como um todo.

Situação essa que traz à tona outra questão: leigos ativos em suas pastorais/movimentos devem ter cuidado de não fazer uso da “máquina” para auto-promoção, por outro lado não podemos excluí-los de suas atividades paroquiais apenas porque são candidatos. Também devemos estar atentos e saber separar aqueles que sempre tiveram uma vida ativa dentro da Igreja daqueles que se passarão por “filho pródigo” para uma aproximação em momento conveniente.

Para evitar maiores polêmicas e defender verdadeiramente a democracia dentro do nosso movimento, o TLC de Avaré decidiu, em reunião do subsecretariado, do dia 17 de fevereiro de 2012, que não apoiará formal ou informalmente nenhum candidato a vereador ou a prefeito nessas eleições.
Isso não impede, pelo contrário, dá mais liberdade para que todos da coordenação ou membros ativos do TLC divulguem explicitamente seu apoio a quaisquer candidatos, telecistas ou não, católicos ou não. Mas será sempre um apoio pessoal e não do movimento do TLC de Avaré.

Queremos sim, que cada telecista não fique omisso. Que acompanhe de perto as atitudes e o passado de todos os candidatos, para sabermos se eles estão realmente preocupados e agindo conforme nossos anseios. Não repitamos os erros do passado ou troquemos nosso voto por um apoio ou doação ao nosso grupo ou paróquia. Ser cristão ou católico não garante que fulano seja um bom candidato. Deveria garantir que honestidade e caráter, mas às vezes nem isso. Do mesmo modo, o fato, por si só, de certa pessoa ser atuante na igreja, seja no TLC ou em outro movimento, também não é garantia de idoneidade ou competência.

Fique esperto, pesquise, pergunte, saiba escolher. Só não fique indiferente.

Alexandre Custódio

Presidente do subsecretariado do TLC de Avaré

CNBB divulga nota por uma “Reforma Política: urgente e inadiável”

Fé e Política (Canção Nova) 

Paróquia de São José, no bairro Vera Cruz, está com novo pároco

Igreja São José

O arcebispo de Botucatu, dom Maurício Grotto de Camargo, nomeou como novo titular da Paróquia de São José o padre Antonio Donisete Musachio. Ele tomou posse na sexta-feira, 29 de abril, durante missa solene.
Padre Donisete é o sexto pároco da comunidade católica do Jardim Vera Cruz, cuja paróquia foi criada em 31 de maio de 1998. Já trabalharam ali os padres José Anacleto da Costa, Lázaro Augusto Iglesias, Milton José Perretti, João Camilo da Silveira e Luiz Antonio Balista.
Esta é a segunda transferência que o arcebispo promove neste ano nas paróquias da cidade. A primeira aconteceu no início de fevereiro, quando o padre Ademar Domingos Roma assumiu a Paróquia de São Benedito no lugar do padre Lázaro Iglesias.

EXPERIÊNCIA
Filho de Rafael Musachio e de Aparecida da Silva, padre Donisete é natural de Tietê, onde nasceu em 16 de março de 1964. Estudou até o Ensino Médio em Pereiras, para onde se mudou aos 8 anos de idade.
Em 1983, depois de atuar como coroinha e de integrar a comunidade de jovens de sua paróquia, ingressou no Seminário Arquidiocesano de Botucatu, onde cursou filosofia e teologia na época do arcebispo dom Vicente Marchetti Zioni, de quem recebeu a ordenação sacerdotal em 18 de dezembro de 1988, na Catedral de Sant´Ana de Botucatu. Padre Donisete trabalhou também nas paróquias de Águas de Santa Bárbara, Santa Teresinha e São Pio X (Botucatu), São João Batista (Laranjal Paulista), Nossa Senhora da Conceição (Sarutaiá), Santa Cruz (Timburi) antes de assumir como primeiro pároco da igreja de São Roque, em Laranjal Paulista, e de zelar pela Paróquia de Santo Antonio, de Maristela, nos últimos 14 anos.

Fonte: site da Câmara de Avaré